Caminhadas..

A menina foi conduzida num raio de céu..
suas vestes rodavam á medida que encostava os dedos nos ventos..
as cores que emanavam lhe penetravam sem mesmo sentir.. a alma..
menina de cores e de um só tom ao mesmo tempo
petrificada com o que lhe visitou, teve medo e se esqueceu de contemplar..
menina de grandes jornadas..de linhas entrelaçadas na terra e no ar..
fraguimentada nos próprios pés que andam mesmo sem querer..
seu orvalho ás vezes vem de um choro interior que abafa em dias nublados..
a criança lhe faz visita em meio ao branco da sua folha mental..
assustada com o que lhe virá
pensa não ter força pra continuar caminhadas..
ao vislumbrar páginas dos dias que já andou..
parece impossível pensar no que já se cumpriu..
menina conduzida por mãos fortes e voz doce..
segura nas mãos do amigo
que lhe faz de novo
humana..

Comentários

Hod disse…
Olá Christi,
Que belo retorno, com um lindo poema.

Abraços.

Postagens mais visitadas deste blog

Domínio..

Pétalas de vida..

Balões de luz..