Na viração do dia..

Como máquina nas mãos do fotógrafo
Como folhas entregues á escrita ...
Como tinta infiltrada na tela branca
assim queria que meu coração fosse o guarda
de todos os sentidos, de todas as experiências
de todos os encontros, olhares de nós já vividos....
.
Como um registro impecavelmente indestrutível
Como carimbo em papéis timbrados
queria a segurança do viver não esquecido
Que a força do relógio do passado
Nunca deixe de ser pontual.
De deixar nossas lembranças serem eternas
do pulsar e no bater latente do nosso amor.
.
Irrevogáveis os momentos que já vivemos
cada lembrança e saudade de nós.
Queria a máquina, a escrita e a arte dos vídeos ao nosso favor
como se fossemos atores principais de um filme
acompanhados a cada virada de cena..
da brisa e da calmaria
do choro e da agonia
atos que se encontram em nossa história.
Na viração do dia..
Os amantes se encontram...

Comentários

Mahria disse…
Querida Christi
Os amantes se encontram em horários q jamais se imagina.
Tudo novo de novo aqui né rs?
Quando entro sempre penso: Será que entrei na casa certa? rs

Sua casa é inconfundível.

Bjinhos em ti
Mah
Christi... disse…
Linda. rs

Eu sou uma sapeca, tem que ver o que faço com os móveis de casa. rs

beijos anjo
magna disse…
"Os amantes se encontram..."
olá chris minha amiga se assim posso chama-la?!
amei o texto muito lindo mesmo e você o fecha com uma frase que diz muito "Os amantes se encontram..."
ser amante mas não precisa ser no sentido literal da palavra mas ser amante do desejo de viver,se jogar amar e ser como se não fosse mais ter tempo para tudo isso.viver como se a morte fosse nos apanhar de surpresa e assim com todo desejo quando ela chegar eu possa dizer já fiz tudo que me pus a fazer!!!
bjuss linda e parabéns!
Andresa disse…
Na virãção do dia, tudo acontece, tudo realiza, tudo nasce, tudo morre.... que texto maravilhoso
Bjs
ANdresa
EDUARDO POISL disse…
Conte a sua história ao vento,
Cante aos mares para os muitos marujos;
cujos olhos são faróis sujos e sem brilho.

Escreva no asfalto com sangue,
Grite bem alto a sua história
antes que ela seja varrida
na manhã seguinte pelos garis.

Abra seu peito em direção dos canhões,
Suba nos tanques de Pequim,
Derrube os muros de Berlim,
Destrua as cátedras de Paris.

Defenda a sua palavra,
A vida não vale nada se você
não viver uma boa história pra contar."

(Pedro Bial)

Hoje passando para desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços
ellen disse…
Christi,
quanta imaginação e sempre fértil para poemas constantes :)
eu ando fraca nesta fase rssss

Beijinho para si
Mylla Galvão disse…
Chris,
EStava com saudades de seus poemas diferentes, cálidos, rescendendo a amor... Então vim te visitar...
Eu tb partilho a opinião da Mahria, amantes encontram-se em todos os lugares, improváveis ou não... Não há hora para o amor...
Olha vem vindo um concurso de poesia por aí... Passa no Lua imaginada para se informar melhor...
Bom fim de semana para ti!
bjs
forcefool disse…
tu escreve demais menina, sempre acompanho o blog e fico boba com seus poemas textos tudo bem escrito parabens.

beijos suaves

ps:da gosto de entrar aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

Chegada de longe..

Trilhos e pés descalços..

Pétalas de vida..