Casulo de nós..


Nós somos árvores
Somos casulos
Por vezes..e por muitas vezes..
Rompemos e vivemos a fase de borboletas em nossas vidas
Adquirimos na marra a nossa beleza
A nossa liberdade de expressão
O nosso vigor de sermos livres..
Somos árvores porque ..
Precisamos de raízes, porque no raso..
voltamos pro casulo existencial..

Comentários

Alvaro Oliveira disse…
Olá Christi

sem dúvida alguma, que somos tudo isso... e raso, voltamos mesmo para o casulo existencial.
Gostei, pequenino masa intenso e muito real.

Beijinhos

Alvaro
Paulo Tamburro disse…
CHRISTI, esta foi uma das mais pertinentes e corretas analogias que já encontrei, em poemas escritos em blogs.

Esta analogia do casulo com a borboleta e, da árvores com as raízes,pra exprimir a essência da vida humano, coloca você em um plano de percepção da subjetividade poética, absolutamente profissional.

Isto poderia estar publicado, pois realmente é completo.

Fico extasiado com sua capacidade de - e a cada dia mais apurada - transcender ao real e voar pelos céus da poesia.

Nunca consegui, ter este nível de abstração tão acentuado que se exigem dos poetas, por isso escrevo aquelas bobagens por lá.

A foto então é de uma ternura emocionante.

Gostei, mesmo!

Um abração.
Ana Lúcia Porto disse…
Oi Christi...,
Aqui estou eu de volta e a lhe convidar para um café e um bate-papo...rs

Concordo, são as nossas raízes que nos dão forças e nos fazem crescer como uma árvore a dar frutos e sombras a quem se aproximar...

Beijossss,
Ana Lúcia.
Luis F disse…
Excelente texto...

Merece ser lido e reflectido

Parabéns

Até breve
Luis
Nade disse…
Lindo, Christi!
Excelente poema!
Bjs, querida, e bom fim de semana!
ellen disse…
Sem dúvida Christi...casulos e quantas vezes mesmo é preciso. para recuperar energias e voltar em força a novas batalhas!

Beijinho

Postagens mais visitadas deste blog

Chegada de longe..

Trilhos e pés descalços..

Pétalas de vida..