Quebra cabeça ardente..


Num deserto, rachado como um quebra cabeça
Sua sola de pé pisa em linha dura com o árido
Corre menina..Os pedaços das peças se encaixam
Como numa visão.. proferida..para ti..
Corria e os abismos á esquerda e á direita desabavam
Mas você seguia a ordem...corra..corra..
O solo é quase fogo.. suas sandálias não lhe foram dadas
para que com o contato amortecesse a brasa..
Não..ao contrário..a brasa foi aquecida sete vezes
Numa fornalha onde o impossível é quase previsto..
quase..quase não é sim..quase não é não..
quase é peça de xadrez e peça de quebra cabeça final
quase é brinquedo nas mãos de Deus
quase é imprevisto..quase não lhe cabe saber..
Então corra..somente corra..
Seu vestido branco voa com o vapor que sai..
Mas notaste anjo..não chamusca e não toca fogo
Somente molda..Somente molda..dói..suas lágrimas são rios..
Está tudo embassado o horizonte
A miragem de querer o oásis, nas viagens loucas não lhe dá o chão
E também não lhe dá mais o direito de voar o céu sintético..
Então corra..somente corra..
E no decorrer da corrida. as peças se juntam só pra você passar..
Mistério do Onisciente .. Somente vá..
Vá ..To aqui..

Comentários

Ana Lúcia Porto disse…
Christi,
Por entre curvas e riscos iminentes, também é possível chegar ao fim.
Gostei muito desse percorrer com dificuldades mas nem por isso feito sem o justo desempenho, o de correr. Ansiamos por resultados, quando estamos vivenciando problemas.
Beijos,
Ana Lúcia.
Menina Robô disse…
Cris, por isso sempre procuro correr, pois é desta forma que se vence as barreiras da vida, passando por elas.

Beijos da Ká.

Saudades...
Olavo disse…
Chegar ao destino é a base..é seguir sempre..

Otimo final de semana
Beijos
HSLO disse…
Nossa...que texto, viu.

Bela escolha.

Abraços

Hugo de Oliveira
Mylla Galvão disse…
Christi...
Não corra demais... Talvez o que vc procure esteja mais perto do que imagine! Basta olhar ao redor!!!
Eu procurei a felidade por tanto tempo e por tantos lugares... E só quando voltei para casa, para minha cidade, descobri que havia procurado nos lugares errados...
Ela estava muito perto de mim... E nem notei...
Bom fim de semana!

bjs
wcastanheira disse…
Mto bela sua poesia, mto sentimento q mostra a pele, derme frágil da mulher qdo realmente não ganha o tempo necessário, para sê-la no seu conteúdo. Parabéns vc foi fundo na inspiração, um bjo de PAZZZ.

Postagens mais visitadas deste blog

Domínio..

Trilhos e pés descalços..

Balões de luz..