Dor definida..indefinida dor..

3624860789_f0c0483f8f_m

Sente o sangue sair sem pulsar
sente cacos de vidro descerem pela garganta, sem abrí-la
sente o âmago do grito sem dar dimensão
sente o fim, sem ver o alívio dele, o descanso do corpo..
a dor desmedida de quem ultrapassa os limites dela..
que imensidão de lágrimas formam um lago que o sol que arde intenso, faz até secar..
as chagas são de moer o inatingível parecer..
morfinas viram água
o que fazer com algo assim ?

Comentários

Menina Robô disse…
Esperar para que ela passe...
Pacientemente.

Vc é psicóloga?
Já és a 3ª psicóloga que conheço aqui no blog =D

Bjokas =*

entremares disse…
Era uma vez uma dor.
Nasceu orfã, cresceu sózinha.
Abrigou-se nas almas solitárias,
bebeu a chuva das pontes,
morou nas esquinas.

Um dia, foi expulsa de casa.
Chega, vai embora - alguém gritou.
A dor partiu, sem protestar.
Mal passasse a ombreira da porta,
outra alma solitária a iria chamar...

( Foi assim que li o teu post... )

Fica bem.
Anjo vermelho disse…
A dor tem varias definiçoes o trasceder dela é algo que muitos passam e nao percebem,as vezes a dor e tanta que nem percebemos que ela ainda existe...

parabens!!

Postagens mais visitadas deste blog

Chegada de longe..

Trilhos e pés descalços..

Pétalas de vida..