O círculo branco...


Despe o branco de mim
A névoa de sugestão de puro
Um momento onde o meu toca o seu
Onde o nós acontece
De pé, erguida e com os tornozelos preparados
Com sensuais tiras de adereços
Saio do campo que me separa
Do branco do vestido ao chão...
Despe com cautela o suor que me arrepia
Sacia com tua água, a boca que seca
O corpo que tão somente pede
Carioca mal criado e desejado
Rasgue o véu que nos separa
Misture e Infiltre em mim
.

Comentários

Loira e Morena disse…
Q lindoooo!! Adorei o texto! Parabéns!
Valeu pela visita lá no blog, volte sempre!

Beijaooo da Morena!
Ernani Netto disse…
Como cada um interpreta o que lê com seus sentimentos... eu pensei em casar e aproveitar as núpcias com a noiva... nem sei se foi essa a idéia!

Bjaum
AC Rangel disse…
Lindo texto. Delicado e sensual ao mesmo tempo. Gostei menina. Ganhou mais um seguidor.
Beijo
A Lobba! disse…
Minha Deusa cravo e canela!rssrs
Agradecida estou pelos recadinhos!
A patinha vai mals...se não melhorar vou ter que entrar na faca...coisas da vida Seja feita a vontade do Mestre!
Seu canto sempre lindo...Tú és realmente a personificação da mulhe de hj, volta e mão, quando a gente acha que se acotumou, tu muda tudo!rsrsrs
Sorte de teu companheiro! Rotina nunca!
Lambidas saudosas da legítima lobba!

Postagens mais visitadas deste blog

Domínio..

Trilhos e pés descalços..

Pétalas de vida..