Moreno Agridoce

O que farei contigo, amor que não me deixas...
O que farei com minhas fantasias e fetiches ?
És meu amor bandido
E não explico o quanto de porquês
eu gosto de ser assaltada por ti...
O que farei contigo belo moreno ?
Se nada além da pele em ti, me encontro
Se nada além do ocasional em nós, existe
Reconheço a frivolidade do caso e do acaso em nós
Mas que posso fazer se meu lado ovelha negra
Te sugere...
Te encontrou em pares e ímpares meu lado infame
Me borro e me fumaço nos teus traços de imperfeito amor
Como posso mencionar tal nome santo e profanar o termo puro ?
És minha lascividade mórbita
De uma forma enlouquecida e contraditória
És meus espasmos mais infinitos e satisfatórios
Doce moreno
Quão salgado !
É teu tempero no meu corpo...
.

Comentários

Ernani Netto disse…
Nossa! Que declaração... de amor não sei, mas de desejo com certeza!

Bjaum
Adorei aqui ! Estou te seguindo jaá ! Desejo a milhões hein ! ;D

beeijos !
Malaguetta disse…
desejo explode ;D
ellen disse…
linnnndo :)
há dias que não passo e encontro sempre coisas lindas :)

Beijinho para si Chriti

Postagens mais visitadas deste blog

Domínio..

Trilhos e pés descalços..

Balões de luz..