Ah ! firmeza de pés que bailam...


Ah ! Como deseja estar em ponto de equilíbrio essa menina perdida
Queria a ordem nas curvas erradas que sua vida contornou
Queria que suas pontas de pés firmes, fosse a miragem e o oásis de diferenças
O erro de se escolher mal e se colher uma colheita ruim
Sementes lançadas fora de tempo, fora de data, precipitadas
O solo fértil, o sol á favor, mas lançou antes ...
.
Ah ! Como deseja esse equilibrio , e firmeza de corpo
A estrutura reta, firme e inabalável
Abre o dia com choro, preso, que é o pior deles
Aquele engolir seco e arranhado na garganta...
.
Ah ! Como deseja fazer de seus passos, o descompasso do que já foi
E com um som clássico de Mozart, brilhar novamente
Será isso possível ? Recomeçar o plantio ?
Ela teme, estremece pensar que não dará mais tempo
De saltar os pés da vida, numa sapatilha de bailarina
.

Comentários

Elcio Tuiribepi disse…
Caramba...ficou bonito isso...Ah...replantio, sempre é possível, basta regar, semear e depois colher, tenho um poema que fala sobre isso...vou deixar por aqui, pois gosto muito dele...

Replantio

Ainda há espaço e tempo
Minh’alma é fértil
Traga a semente
Adubo e terra
e algumas gotas de poesia

Valeu pelas palavras lá...um abraço na alma...boa semana para você...
Adrian LaRoque disse…
Fiquei em conflito quando cheguei aqui...mas confesso que gostei!
Paco Bailac disse…
Hola... Le dejo un saludo desde la armonia del coaching.

Paz

pacobailacoach.blogspot.com
meuladocontido disse…
Nunca é tarde. Comece agora!
Adorei o visual, maravilhoso.
Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

Domínio..

Trilhos e pés descalços..

Balões de luz..