Resposta ao Tempo....(Amo)


Batidas na porta da frente
É o tempo
Eu bebo um pouquinho
Prá ter argumento

Mas fico sem jeito
Calado, ele ri
Ele zomba
Do quanto eu chorei
Porque sabe passar
E eu não sei

Num dia azul de verão
Sinto o vento
Há fôlhas no meu coração
É o tempo

Recordo um amor que perdi
Ele ri
Diz que somos iguais
Se eu notei
Pois não sabe ficar
E eu também não sei

E gira em volta de mim
Sussurra que apaga os caminhos
Que amores terminam no escuro
Sozinhos

Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixões
Eu desperto

E o tempo se rói
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Prá tentar reviver

No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer

Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixões
Eu desperto

E o tempo se rói
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Prá tentar reviver

No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, e ele não vai poder
Me esquecer

No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer
.
Nana Caymmi
Composição: Aldir Blanc/Cristovão Bastos

Comentários

Chris disse…
Amigos do Tertúlia, me perdoem a demora na postagem e na retribuição das visitas aos blogues, estou sem net, estou tentando resolver a situação.
Colocar o Tempo ao meu favor. rs

Bjs a todos, mesmo que demore um "Tempinho", visitarei todos os blogues, assim que possível

Há tempo pra tudo, até pra ficar sem net no dia do Tertulia.
Bjs

Chris
Este comentário foi removido pelo autor.
Eu simplesmente amo essa música...me arrepia a alma...ainda tenho meu trecho preferido

"No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer"

E não vai mesmo!!!

Beijos
Alice
Eduardo P.L disse…
Chris,

voce fez sua parte! Agora tem TODO TEMPO DO MUNDO para visitar os outros!

Bjs e bom Domingo!
Ruvasa disse…
Viva, Chris!

Ok. Somos pacientes, porque temos todo o tempo do mundo à nossa frente.

Quando quiser e puder, a porta está abverta.

Abraço

Ruben
Georgia disse…
Essa música é linda. O tempo é o senhor da danca...
Sr Joao disse…
graficamente espantoso o seu blog

angel
expressodalinha disse…
Belíssima poesia. Não conhecia. Espero que os problemas da net já estejam ultrapassados.
Ariane Rodrigues disse…
Ai que lindo relembrar essa canção na voz da Nana! Obrigadoo!
Dalva disse…
Chris...

Que o tempo deste domingo te traga coisas boas!

Bela participação com Nana nas Tertúlias!

Beijos.
Luciana disse…
Cris, gostaria que tu tirasse meu nome dessa participação pois entrou uma tal de Georgia muito sem educação me cobrando sobre o tempo e disse que só perdeu o tempo dela indo no meu Blog eu não tinha entendido pois se não teria entrado com o Blog Mensagem e não de filmes pois não coloco nada de ninguém no Blog de filmes pois o Blog é meu e eu faço dele o que eu quero e diz para essa pessoa ter mais educação quando deixar um recado mesmo que não for do gosto dela.
A Lobba! disse…
Essa é a letra de uma música que me arrepia...principalmente quando é cantada pela Nana, me traz muitas lembranças boas...
Parabéns pela escolha!
Lambidas da lobbA!
Nunca é demais para recuperarmos um amor perdido no tempo

Bom post

Bom poema
chicoelho disse…
Cris
Não conhecia essa letra de musica,que é um verdadeiro poema de amor.

Bjs
Luis Bento disse…
Gostei do seu espaço... a visitar... sem tempo...
Valdeir Almeida disse…
Olá, Chris!

O os últimos versos dessa letra dizem tudo: no fundo o tempo é uma criança.

Mas cabe a cada um de nós, manter essa "infantilidade" do tempo para que ele esteja sempre ao nosso favor.

Beijos e obrigado por comentar no meu blog.

Virei sempre aqui.
Rafael disse…
Existe a idéia do senso comum de que o tempo joga contra nós?
disse…
Chris...adorei e obrigada pela visita e comentário...bj Vi
q lindo....
o tempo é complexo.
bjooos
Chris disse…
Amigos, obrigada pelo carinho e comentários, ainda estou sem a net (snif), mas estão resolvendo a situação, parece raio que cai duas vezes no mesmo lugar. rs
Assim, que estiver tudo normalizado, vou visitar todos que aqui comentaram e que participaram do Tertúlia.

Amanhã tem blogagem coletiva no blogue da Vanessa, sobre o Livro que marcou as nossas vidas.

Mesmo numa lan, vou postar que eu amo demais essas blogagens

Bjs a todos

Chris
Rosa Choque disse…
Parabéns pela criatividade.
bj
Zezé
Luciana disse…
Oi Cris, tu consegue pegar meu e-mail pelo meu Blog? Não publiquei o que tu comentou só li e amanhã a gente se fala melhor hoje já me estressei aqui na minha casa, se tu soubesse o quanto a minha vida é complicada, mas isso a gente fala depois ok?


Bjs.
Dulcineia disse…
Desculpa só agora aqui vir. É o tempo, rs
Gosto muito dessa música. Bem escolhida. Um tempo que ri, zombateiro. Gosto desa faceta.
Aqui quero voltar, com mais calma, e outros posts "temporais" quero ler.
Até lá, foi um prazer intemporal.
sorrisos do mau jardim

Postagens mais visitadas deste blog

Domínio..

Trilhos e pés descalços..

Pétalas de vida..