Moldura na mente...


Pedro...
.
Vou colocar moldura no quadro que fiz dela...
estava dirigindo e lembrando da última vez que nos vimos
devido ás festas, não tivemos como nos ver, sinto falta
manter pose de durão tem seu preço
.
Tenho medo dela ter se apaixonado por mim
e eu não poder corresponder a isso
sinto algo forte, algo me liga a ela, mas não saberia dizer...
tenho minha vida
ela a dela
.
Temos um ao outro também, da forma mais estranha
ou mais completa, mas temos
nos pertencemos
eu a domino, e ela se submete
não sabe ela, que os dominadores que na verdade precisam desse apoio
pose de durão
porque ela quer assim....
.
Não acredito que ela deseje algo que me faça mais sutil ou tradicional como homem
Não foi assim que eu a achei
da última vez não foi minha personagem
e eu não fui ator, estava tão somente como observador numa direção de palco
houveram cenas... houveram atos..
.
o desfecho incompleto...
.
O taxi a deixou no lugar de sempre, e eu segui pensando...
O que deseja ela de mim ? Por quanto tempo ainda assim, sendo seu homem ?
como um jogo de sedução e domínio
.
Fui calculando passos
mas não encontrei as pisadas que já tracei com ela
será um novo caminho ?
A moldura de sua roupa não me sai da cabeça... como quadro na parede o faço na mente....

Comentários

Márcio Ahimsa disse…
Oi, Chris,
talvez um corpo quente,
um esboço com um desejo na mente
faz nossa imaginação fluir.
Assim, pintura de momentos
se configuram num alçapão
de possibilidades e quereres.


Beijos,
tenha um excelente ano cheio de paz,
saúde e um coração de amor.

Postagens mais visitadas deste blog

Domínio..

Pétalas de vida..

Trilhos e pés descalços..